A mineração de Bitcoins é o processo de adicionar registros de transações no livro razão público do Bitcoin. Esse processo armazena as informações sobre todas as transações, fazendo com que exista um controle de quem realizou o pagamento e qual o destino desse pagamento.

    O sistema é gerido por software. Quando um novo bloco de transação é criado, os mineradores iniciam o processo de levar informações para o bloco, transformando essas informações em uma sequência aleatória de letras e números, conhecidos como hash. O hash é uma impressão biométrica responsável pela garantia de que as informações não foram violadas.